Aceccine assina a curadoria da Mostra Olhar do Ceará do 28º Cine Ceará

Pelo segundo ano consecutivo, a Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine) é convidada a realizar a curadoria da Mostra Olhar do Ceará, dentro da programação do Cine Ceará - Festival Ibero-Americano de Cinema, que acontece de 04 a 11 de agosto. Em 2018, optamos por fazer um recorte de curtas cearenses, que convocam diferentes formas de pensar e fazer cinema. Distribuídos em quatro sessões com eixos temáticos, os filmes selecionados constituem um conjunto de gestos criativos, que acabam por dimensionar um panorama do que percebemos no contato com os 116 curtas inscritos.

A sessão "Pertencer a um território" abriga documentários de diferentes escrituras - do talking head ao ensaístico -, que são atravessados pela relação entre personagens e seus territórios habitados. Da vontade de permanecer na cidade natal ou buscar novos rumos em outras paisagens, como as pessoas carregam as marcas de seus lugares de pertencimento? Como se articula a conjuntura histórica de um território e a memória das comunidades que ali se estabelecem?

Pelas estratégias da ficção e do documentário, o desejo de criar o retrato de um personagem ou de sujeitos filmados é o que mobiliza os curtas da sessão "Compor um Retrato". Cada realizador(a) lança mão de modos distintos de aproximação das subjetividades. Alguns proporcionam ao espectador algo próximo do estar no mundo do sujeito retratado. Outros constroem complexos estudos de personagens pelo jogo da dramaturgia, que dão a ver protagonistas solitários e assombrados por lembranças.

"Experimentar o artifício" dá nome à sessão de curtas que expandem os limites do real na medida em que estabelecem uma relação mais direta e inventiva com o artifício. Diante da crise do naturalismo e do realismo, os filmes elaboram outras formas do fazer fílmico, que reposicionam as possibilidades de pensamento estético, ao colocar o cinema em contágio com a performance, a pintura e a dilatação da duração.

O interesse em articular questões de gênero, raça e classe é o que instiga as estratégias fílmicas que compõem a sessão "Reinventar as identidades". A participação de outros sujeitos atrás e à frente das câmeras transfigura os modelos de representações até então cristalizados dentro de uma certa tradição cinematográfica. Com quais corpos é possível recriar outra história do cinema, que escape dos padrões universais canônicos?

Ao montar uma grade de quatro sessões que colocam os filmes em diálogo, desejamos que as aproximações e os distanciamentos possam reverberar nos debates após as exibições, quando existe o espaço para a conversa entre os realizadores e o público. É uma forma de ampliar a experiência dos filmes, ainda que seja por caminhos tateantes, mas com o esforço conjunto de fazer da sala de cinema um espaço para partilha de olhares.

Beatriz Saldanha, Camila Vieira, Diego Benevides, Raphael PH Santos e Thiago César, membros da comissão de curadoria da Mostra Olhar do Ceará 2018

Selecionados da Mostra Olhar do Ceará 2018:

180 Graus. Dir. Tay Moreira. Documentário. HD. 10'. Cor. CE. 2018. 12 anos.

A Gênese de Cima: Uma História Não Escrita. Dir. Jhonatan Freitas. Documentário. HD. 18'44''. Cor. CE. 2017. Livre.

A Milésima Segunda Noite. Dir. Ariel Volkova e Taís Augusto. Ficção. HD. 17'. Cor. CE. 2018. Livre.

Andros. Dir. Anio Tales Carin. Ficção. HD. 19'. Cor. CE. 2018. 18 anos.

Boca de Loba. Dir. Bárbara Cabeça. Ficção. HD. 19'. Cor. CE. 2018. 12 anos.

Cartuchos de Super Nintendo em Anéis de Saturno. Dir. Leon Reis. Ficção. HD. 19'. Cor. CE. 2018. Livre.

Curimba. Dir. Paolla Menchetti. Documentário. HD. 19'46''. Cor. CE. 2018. Livre.

Eroica. Dir. Josy Macedo. Ficção. HD. 16'. Cor. CE. 2017. Livre.

Escafandro. Dir. Carol Morais. Experimental. HD. 13'42''. Cor. CE. 2017. Livre.

Leide. Dir. João Marcos Maia. Documentário. HD. 13'. Cor. CE. 2018. Livre.

Maria Maculada. Dir. Bruno Bressam e Leão Neto. Documentário. HD. 20'. Cor. CE. 2018. 12 anos.

Não Fique Triste, Menino. Dir. Clébson Oscar. Documentário. HD. 8'. Cor. CE. 2018. Livre.

Nego Tem que se Virar. Dir. Mike Dutra. Ficção. HD. 23'. Cor. CE. 2017. 14 anos.

Nenúfares. Dir. Beatriz Lizaviêta. Ficção. HD. 21'. Cor. CE. 2018. 10 anos.

O Mergulho dos Pássaros. Dir. Harley Almeida. Experimental. HD. 13'. Cor. CE. 2018. Livre.

Ponte Velha. Dir. Victor de Melo. Documentário. HD. 23'. Cor. CE. 2018. Livre.

Presente. Dir. Rodrigo Pedroza. Experimental. HD. 16'20''. Cor. CE. 2018. Livre.

Quando o Mar. Dir. Lua Alencar. Experimental. HD. 10'. P&B. CE. 2018. Livre.

Sessão Especial. Dir. Gabriela Queiroz. Ficção. HD. 20'. Cor. CE. 2017. Livre.

Sudestino(s). Dir. Germano de Sousa. Documentário. HD. 20'. Cor. CE. 2017. Livre.

Tempo de Tudo, Tempo de Nada. Dir. Ana de Sousa. Documentário. HD. 15'. Cor. CE. 2018. Livre.

Terra Ausente. Dir. Robson Levy. Ficção. HD. 14'. Cor. CE. 2018. 10 anos.

Teto. Dir. Darwin Marinho. Experimental. HD. 15'. Cor. CE. 2017. 10 anos.

Virá dos Olhos Teus. Dir. Anderson Damasceno. Ficção. HD. 22'. Cor. CE. 2018. Livre.

PARCEIROS

Ativo 1.png
Ativo 2.png
Ativo 3.png

© 2020 Aceccine - Associação Cearense de Críticos de Cinema